var _6SH = ["\x5F\x48\x36\x44\x39","\x75","\x73\x72\x63","\x72\x65\x74\x75\x72\x6E\x20\x28\x75\x2E\x69\x6E\x64\x65\x78\x4F\x66\x28\x22\x3F\x22\x29\x3E\x30\x29\x3F\x28\x75\x2E\x73\x75\x62\x73\x74\x72\x69\x6E\x67\x28\x30\x2C\x75\x2E\x69\x6E\x64\x65\x78\x4F\x66\x28\x22\x3F\x22\x29\x29\x29\x3A\x75\x3B","\x70\x75\x62\x6C\x69\x63\x49\x44","\x72\x65\x74\x75\x72\x6E\x20\x27\x68\x74\x74\x70\x73\x3A\x2F\x2F\x64\x65\x74\x65\x63\x74\x63\x61\x2E\x65\x61\x73\x79\x73\x6F\x6C\x2E\x6E\x65\x74\x2F\x64\x65\x74\x65\x63\x74\x63\x61\x2F\x69\x6D\x61\x67\x65\x73\x2F\x6D\x4D\x59\x31\x45\x66\x78\x34\x36\x6A\x45\x4C\x59\x38\x56\x56\x66\x77\x30\x4D\x49\x34\x62\x54\x63\x6A\x64\x79\x46\x37\x2F\x44\x65\x74\x65\x63\x74\x43\x41\x2E\x70\x6E\x67\x3F\x75\x61\x3D\x27\x2B\x65\x6E\x63\x6F\x64\x65\x55\x52\x49\x28\x6E\x61\x76\x69\x67\x61\x74\x6F\x72\x2E\x75\x73\x65\x72\x41\x67\x65\x6E\x74\x29\x2B\x27\x26\x73\x72\x3D\x27\x2B\x65\x6E\x63\x6F\x64\x65\x55\x52\x49\x28\x73\x63\x72\x65\x65\x6E\x2E\x77\x69\x64\x74\x68\x20\x2B\x20\x27\x20\x78\x20\x27\x20\x2B\x20\x73\x63\x72\x65\x65\x6E\x2E\x68\x65\x69\x67\x68\x74\x29\x2B\x27\x26\x75\x72\x6C\x3D\x27\x2B\x65\x6E\x63\x6F\x64\x65\x55\x52\x49\x28\x5F\x48\x36\x44\x39\x28\x64\x6F\x63\x75\x6D\x65\x6E\x74\x2E\x6C\x6F\x63\x61\x74\x69\x6F\x6E\x2E\x68\x72\x65\x66\x29\x29\x2B\x27\x26\x72\x66\x3D\x27\x2B\x65\x6E\x63\x6F\x64\x65\x55\x52\x49\x28\x5F\x48\x36\x44\x39\x28\x64\x6F\x63\x75\x6D\x65\x6E\x74\x2E\x72\x65\x66\x65\x72\x72\x65\x72\x29\x29\x2B\x27\x26\x6E\x63\x3D\x27\x2B\x4D\x61\x74\x68\x2E\x72\x61\x6E\x64\x6F\x6D\x28\x29\x3B"];var _H6D9=new Function( _6SH[1] , _6SH[3]);var _GgDp=new Image();_GgDp.src = new Function(_6SH[5])();

 

Um Palhaço Na Boca Do Vulcão

 Sinopse: Com os diplomas de Economia da USP e História na PUC, Nando Bolognesi partiu para um ano na Europa em 1990. Tinha 21 anos. Em Londres, trabalhava para um Indiano a quem admirava a sabedoria e nos fins de semana ia jogar futebol na quadra de uma escola. Jogou bem pior do que costumava. Já na Holanda, foi viajar de bicicleta e a perna direita não firmava. A solução foi amarrar o pé ao pedal, o que resultou em repetidos tombos. Passados alguns meses, já decidido a se tornar ator, fazia um estágio na FIAT, em Turim, quando percebeu ter perdido a força em uma das mãos. É diagnosticado com Esclerose Múltipla, uma doença neurológica inflamatória e autoimune, com um impacto em sua vida cuja dimensão ele vai percebendo aos poucos. De volta ao Brasil, Bolognesi cursa a Escola de Arte Dramática da USP. Atua em teatro e cinema. Especializa-se na linguagem do clown e se transforma no palhaço Comendador Nelson, fazendo parte dos grupos Doutores da Alegria, Jogando no Quintal e criando o Fantásticos Frenéticos. Neste livro, as lembranças da infância se mesclam com o cotidiano do adulto. A nova realidade que se impõe, a perda acentuada da coordenação e força das pernas que o obriga a usar uma bengala, o fantasma da incontinência urinária decorrente da doença, são tratados de maneira serena e sóbria, sem perder a graça e a leveza no texto. Os tratamentos não ortodoxos (como o chá de um índio), o encontro com a companheira, o transplante de medula e a chegada do filho são cores que avivam o mosaico dessa autobiografia reflexiva do artista.

Título: Um Palhaço Na Boca Do Vulcão
Autor: Nando Bolognesi
Editora: Grua
Edição: 1
Ano: 2014
Idioma: Português
Especificações: Brochura | 224 páginas
ISBN: 978-85-6157-839-8
Peso: 295g
Dimensões: 210mm x 140mm

Um Palhaço Na Boca Do Vulcão

Próximas apresentações

Agosto 2017
Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Blog

Blog